Categorias
Arte & Música Vídeos

Impressões nos personagens de Piratas do Caribe – Navegando em Águas Misteriosas.

É interessante analisar as mensagens que são repassadas todos os dias e raramente nos damos contas delas e isso pode ser no tom de voz, olhares e gestos de alguém e no cinema não seria diferente. Eu notei algumas sutis mensagens no Filme Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas. Não quero chegar ao mérito da conclusão se a fotografia e efeitos especiais do filme foram bons ou não, quero apenas comentar uma impressão individual que tive sobre os personagens e na composição dos mesmos. Já deixo claro que não quero pretendo fazer spoiler, mas se acabar acontecendo me desculpe porque é necessário para dar entendimento ao contexto da história.

O primeiro personagem que temos é o nosso intéprido Capitão Jack Sparow

A busca do desejo em retomar o seu navio Pérola Negra o faz ir atrás de mais uma aventura e não se importando com as conseqüências para se chegar ao seu objetivo. O capitão vai de acordo com a maré e não se preocupa em mentir ou enganar as pessoas para conseguir aquilo que deseja. E no final como o bom anti-herói acaba se redimindo fazendo uma boa ação, o que não deixou de ser apenas por uma vontade própria dele e não realmente por altruísmo. Chegamos até nos identificar com a esperteza e a audácia que ele é capaz de fazer para fugir das coisas que lhe insistem estar no caminho para atrapalhá-lo, sendo corretas ou não ele continua sendo um pirata, talvez por isso os métodos que ele utiliza.

A personagem de Penelope Cruz carrega a missão de cuidar de seu pai; o Temido Capitão Barba Negra que tomado pela maldade e o egoísmo passa por cima do amor incondicional de sua filha, que não mede esforços para tentar salvar a vida do pai. Os meios justificáveis que ela utiliza são apenas para conseguir fazer que o seu pai consiga permanecer mais um tempo na terra. Ela não se importa com a própria vida desde que consiga salvá-lo da morte, aqui os papéis se invertem, pois o pai não tem a mesma intenção honrada de sua filha.

O missionário que está junto ao barco de Barba Negra é a pessoa responsável em propagar o Evangelho para as almas que ainda não haviam conhecido a Filosofia Cristã. Ele serve de base para mostrar que é preciso passar por algumas provações e assim tentar provar a sua fé, mesmo que Barba Negra por vezes insiste em rebaixá-lo, seja prendendo o homem no mastro do navio ou matando pessoas inocentes. O interessante da história é a paixão que ele desenvolve para com a sereia e em dado momento ele diz para todos que o nome dela é Serena. O que me lembrou a oração da Serenidade:

“Concedei-me, Senhor, a serenidade necessária para aceitar as coisas que não posso modificar, coragem para modificar aquelas que posso e sabedoria para distinguir umas das outras”.

E também temos o interessante personagem do Capitão Barbosa, que diferente dos outros filmes junta-se ao Rei para uma expedição que o levará a buscar um importante tesouro. Mas na realidade não é isso que almeja o Capitão. Ele vai utilizar os recursos do Rei para conquistar o objetivo de ter seu barco de volta e vingar a pessoa que lhe roubou. A lição que fica éque o Capitão teve paciência suficiente e se subordinou momentaneamente ao rei para que pudesse alcançar o seu objetivo e a liberdade de escolha.

Bem, de qualquer forma o filme vale a pena ser visto então se você ainda não foi assistir corra para cinema, compre a pipoca e aproveite a diversão!

 

 

 

Por André Crevi

Freelancer | Creator @dinofauro | @PetitGuazu | Designer gráfico | Social Media | Jardinagem | Consciência |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.