Categorias
Desenvolvimento Pessoal Internet Reflexão

Estamos mais saudáveis e informados, só que bem mais tristes.

Mesmo com os avanços da Ciência e na super comunicação a tendência mundial é do aumento da tristeza em países desenvolvidos.

É inquestionável a melhora que a humanidade obteve nos último dois séculos, os dados apontam que estamos mais saudáveis, nos alimentando e bem melhores informados. A extrema pobreza e a mortalidade caíram. Já a educação básica, leitura, democracia e a vacinação aumentaram em grande parte do planeta, mas por incrível que pareça, ainda sim o ser humano tem a estranha sensação de que as coisas estão piores do que antes.

Expectativa de vida da população no mundo cresce desde 1970 – Mortalidade infantil continua a cair – Taxas de fertilidade estão em queda – PIB em países em desenvolvimento está crescendo – Número de pessoas vivendo sob diferentes regimes políticos democráticos aumentou – Porcentagem de anos em que “grandes poderes” estiveram sob conflitos, de 1500 a 2015 estão diminuindo. Fonte: (Our World In Data)

Mais informados e mais tristes.

O Instituto Gallup recentemente disponibilizou uma pesquisa global sobre a felicidade (The Gallup World Happiness Report 2019) é possível fazer um comparativo que o mundo melhorou em alguns aspectos, mas que estamos insatisfeitos em outros.

O gráfico abaixo demonstra os tempos que estamos vivendo, principalmente entre os mais jovens:

Mais tempo na internet, menos felizes.

Parece a medida em que temos mais informações sobre os amigos, colegas de trabalho, família, personalidades da mídia social, notícias, eventos mundiais, etc. – mais infelizes estamos ficando na vida. Apesar das boas notícias de que o mundo está melhorando ela não se traduz em uma sensação no presente; afinal demoramos quase duzentos anos para obter alguma melhora em alguns aspectos universais, mas isso não parece se refletir de maneira intrínseca em nossa felicidade diária.

Mas este é apenas um reflexo do mundo em que vivemos hoje. As coisas; mesmo que lentamente, estão melhorando, mas o mundo nunca será perfeito. Os noticiários de 24 horas, as redes sociais, os alertas em seu telefone e suas interações com os seres humanos falando sobre tudo isso fazem parecer que as coisas estão piorando cada vez mais. E ainda tem outra questão, além de tudo; todos estão muito bem informados para serem felizes, o que torna as coisas um pouco mais complicadas, afinal se temos todas as informações para sermos felizes porque a maioria ainda não conseguiu obter essa ‘meta’?

A ignorância é uma felicidade

Eu até gostaria de dizer que a ignorância é uma coisa boa, afinal dizem que ela é a mãe da felicidade, mas até mesmo na era da informação, os ignorantes são mal informados. Eles tendem acreditar em notícias falsas postadas por seus amigos no Facebook, WhatsApp ou em alguma outra teoria conspiratória que possa ter assistido no Youtube, piorando assim ainda mais a situação e as informações que lemos e ouvimos.

Temos mais tempo e informação para se preocupar mais com as coisas.

É um paradoxo que no futuro, havia a previsão de que iríamos trabalhar menos, mas agora fazemos isso muito mais? E a pergunta que fica: trabalhamos melhor? Com o advento da tecnologia que nos permitiu estarmos conectados 24/7 sendo produtivos, comunicativos e expressivos isso significa uma avalanche de horas gastas nos dispositivos de computadores e celulares, falei sobre essa dependência digital em outro post. Há uma sensação de que antigamente as pessoas tinham uma espécie de ‘tempo para o tédio’ ou mesmo até para reflexão do que se consumia na área da informação, mas hoje esse tempo é preenchido com trabalhos, grupos de WhatsApp, projetos paralelos, vídeos ou qualquer outra timeline criada para sequestrar a nossa atenção e assim não ter tempo para refletir no que estamos lendo e ouvindo, fazendo sermos rasos e superficiais na compreensão dos eventos atuais. Tudo precisa ser rápido!

O que fazer então?

Apesar de sentir a imensa vontade de colocar mais informação em sua vida trazendo uma ‘solução rápida’ para que no próximo post você encontre a felicidade ou supere as suas frustrações; o caminho não é esse. A única coisa notável é que tenho a sensação de que a super comunicação não está nos fazendo completamente felizes, quando uma notícia ruim se espalha na internet ela se ramifica em todos os nossos contatos, ninguém fala de outra coisa, é a crise econômica, o fogo que se espalhou ou qualquer outro problema que vai entrar nos trends topics dos seus pensamentos. Por isso a minha dica é manter atenção em quais canais, notícias, pessoas e redes sociais devam ser filtrados para manter um nível de sanidade mental e continuar acessando a internet de maneira saudável, afinal devemos saber que já não é mais possível deixar de acessá-la, seja para o contato social ou mesmo profissional. Mas quem sabe daqui a 200 anos podemos vislumbrar que as coisas melhoraram mais do que estão hoje, afinal o ser humano é assim: rápido e devagar e como o nome do clássico álbum da banda Titãs: Tudo ao Mesmo Tempo Agora!

Por André Crevi

Freelancer | Creator @dinofauro | @PetitGuazu | Designer gráfico | Social Media | Jardinagem | Consciência |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.