Categorias
Categorias Diversas

Leitura Moderna

Estamos vivendo um período interessante da história, aquela sensação de que muita coisa anda acontecendo em um curto espaço de tempo é bem real. Por isso fica difícil prever um cenário exato do que ocorrerá nos próximos anos. Mas certamente a internet estará inserida nesse contexto.

Nosso mundo hoje convive com gerações distintas, desde os baby boomers, X, Y ou Z, dividindo as mesmas dificuldades e alegrias da tão estimada modernidade, essa vinda, como um raio em nossas cabeças criando cognições que ainda estamos tentando compreender e como levá-las nessa sociedade totalmente ultraconectada. Dados anunciados à partir do IBGE resulta que 35,7% dos brasileiros vivem sem esgoto, mas 79,9% da população já tem acesso à internet, isso já diz muita coisa!

Sendo a internet, nesse estágio atual, basicamente o ato de ler e a interpretação da comunicação visual, temos informações importantes da leitura do brasileiro: a média anual de livros lidos é de 4,96 por habitante, sendo que; os que serão lidos do começo ao fim, são apenas de 2,43. A Bíblia continua sendo o livro mais lido. As crianças e jovens até 15 anos são os que mais leem, isso por conta dos estudos, mas após os 18 anos o hábito cai drasticamente e apenas 27% das pessoas com 70 anos ou mais afirmam lerem livros. 

Todas essas pessoas estão na internet expondo suas ideias e opiniões, isso é bom e torna a nossa sociedade plural e democrática, mas ao mesmo tempo cria graves interpretações de entendimentos acerca dos mais variados assuntos expostos, ou até mesmo brechas para quem se aproveita desse vácuo intelectual para reafirmar ideologias, crenças, vendas ou qualquer outro tipo de exploração do pensamento ou percepção dentro dessa sociedade virtual. Se não temos a massa crítica formada pelo entendimento e a compreensão cognitiva que os novos tempos exigem, a internet é como se fosse um caminhão de gasolina pilotado por alguém sem habilitação nenhuma para tal, por isso os conflitos de ideias e a falta de argumentos razoáveis. Antes que alguém perceba, o fenômeno é global, mas no Brasil é aprofundado, somos muito sociáveis e a internet se encaixou de maneira perfeita em nossos dias criando um espaço perfeito para a sua proliferação, mas ainda sim, infelizmente, rasteira e raza. Vai levar um bom tempo para isso mudar, quem sabe quando lermos mais. Até lá nos comunicaremos através das mímicas, frases prontas, dos textos fáceis, da via pictográfica à partir dos memes e emojis para nos fazermos entendermos melhor.

Como dizia Chacrinha: Quem não se comunica, se trumbica.

Por André Crevi

Freelancer | Creator @dinofauro | @PetitGuazu | Designer gráfico | Social Media | Jardinagem | Consciência |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.